Lifestyle // Ama-te!

O Dia dos Namorados é um dia em que é suposto celebrar o amor por alguém. Mas mais importante do que amar outra pessoa, é amar-nos a nós mesmas. Porque se não nos gostarmos de nós tal como somos, como podemos gostar de outra pessoa? E como pode alguém gostar de nós, se nem nós mesmas gostamos? Mais importante ainda. como poderemos ser felizes assim, não nos aceitando?
E não é fácil amarmo-nos. Vivemos num mundo em que as pessoas só sabem apontar o dedo, criticar, e precisamos muito ter amor próprio e auto-estima para conseguirmos ver além disso, ver quem realmente somos e seguir em frente, em busca da realização dos nossos sonhos e objectivos.
E eu sei que é um grande cliché dizer que temos de gostar de nós como somos e que temos de ser confiantes, ter auto-estima.  Não é algo fácil e sei-o por experiência própria. Foram precisos muitos anos para o conseguir mas quando o consegui, garanto-vos, não há nada melhor. Por isso...Amem-se a vós mesmas!




#Aceita-te
Cada um é como é. Há quem seja mais cheiinha, há quem seja magra, há quem seja loira, há quem seja teimosa...há de tudo, e geralmente ninguém está satisfeita com o que tem ou com o que é! Quem tem cabelo liso, quer cabelo encaracolado, quem tem cabelo encaracolado quer o cabelo liso. O que temos de ter em mente é que se nascemos com as características e com a maneira de ser que nascemos, então é porque é assim que temos de ser! Não vale a pena remar contra a maré, só nos vamos cansar e perder tempo em vez de canalizarmos as nossas energias com aquilo que realmente importa. É claro que podemos limar algumas arestas. podemos tentar controlar o mau feitio, ser menos teimosas, ir ao ginásio para controlar o peso. Mas somos assim, então é assim que temos de ser! Assumam as vossas qualidades e, principalmente, assumam os vossos defeitos porque são eles que nos tornam diferentes, são eles que nos diferenciam e que fazem de cada um de nós indivíduos singulares.

#Ama o que amas
Não vale a pena disfarçar se gostam de ver filmes da Disney aos 20 e tal anos ou se gostam de usar as roupas mais loucas como vestidos amarelo néon como bolinhas em rosa-choque. Qual é o problema? Gostam, usem, vejam! Se parecem ridículas? Aos olhos dos outros podem parecer, mas o que interessa os outros? O que importa é que vos faz feliz e vos faz sentir bem! Além disso, quem gosta de vocês de verdade, vai-vos também aceitar com todas essas excentricidades e são exactamente essas excentricidades que vão cativar os outros, assim que as abraçarem!

#Abraça as tuas diferenças
Sempre senti que era diferente das minhas amigas, que gostava de coisas que nenhuma delas gostava e tentava ao máximo ser igual a elas e esconder essas diferenças. Não vale a pena dizer que era extremamente infeliz porque não era a pessoa que devia ser e escondia o meu verdadeiro eu.
Um dia li ou ouvi a frase 'Porque fazes tanto esforço para te enquadrares se nasceste para te destacar?' e esse frase ficou a martelar-me na cabeça. Fazia sentido. Porque estava eu tão empenhada em ser igual às outras? Foi aí que se fez um click e eu deixei de me tentar enquadrar. Passei a deixar que o mundo inteiro soubesse que prefiro ir ao cinema ou ler um livro a ir a uma discoteca e chegar a casa às 7 horas da manhã! E não estou minimamente interessada se as pessoas pensam que sou um ET. Assim que nos aceitamos, instantaneamente perdemos o interesse naquilo que os outros pensam de nós! Estamos completas!

Hoje é Dia dos Namorados, mas todos os dias são Dias do Amor-Próprio.
Pratiquem-no! 


5 comentários

  1. que post maravilhoso!

    http://quase-italiana.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  2. Adorei o teu texto, muito bem escrito e a ficar pontos muito interessantes.
    Concordo contigo, a verdade ê que primeiro temos de gostar de nós e b nos aceitarmos, o que é difícil, uma vez que, a sociedade é estupidamente crítica e exigente.
    Beijinhos e happy valentine

    misscokette.blogspot.pt

    ResponderEliminar
  3. Tens toda a razão, se não nos amarmos a nós próprios primeiro, não vamos conseguir amar outra pessoa de verdade.

    ResponderEliminar
  4. Olá Ana,
    Uma reflexão profunda para este dia de amor! Sem dúvida que para sermos capazes de amar e para sermos amadas, primeiramente temos de nos aceitar e amar tal e qual como somos ;)

    Beijinho

    ResponderEliminar
  5. Muito bom o teu texto, e claro concordo com cada palavra!
    Um beijinho
    elisaumarapariganormal.blogspot.pt

    ResponderEliminar